quinta-feira, 24 de novembro de 2011

A ordem dos fatores altera, sim, o produto!

Algumas fases de uma reforma precisam seguir uma ordem determinada. Senão você corre o risco de ter um trabalho estragado por outro mais adiante. Por exemplo: você sabia que a pintura deve ser quase terminada antes do sinteco? Pois é. Nesse post tentarei explicar o que aprendi nas duas grandes reformas da minha vida. (Arquitetos, se estiver errada em algum ponto, por favor me perdoem e deixem comentários, que eu corrijo o texto, ok?)

1) Quebra tudo e sobe o que tem que subir
Acho que ninguém vai descordar de mim, se eu disser que a primeira coisa que a gente deve fazer numa reforma é quebrar o que deve ser quebrado, né? Em seguida você levanta o que for necessário. É claro que se você vai subir uma parede num cômodo e quebrar outra noutro, essas ações podem ser realizadas ao mesmo tempo :P




2) Hidráulica e elétrica
Depois que você quebra e levanta o que for necessário, você passa pra fase da troca de canos, conduítes e fios, ou seja toda rede hidráulica e elétrica da construção.
É nessa etapa também que as ligações elétricas são feitas, as caixinhas das tomadas e os interruptores são colocados nos seus devidos lugares, lembrando sempre de deixar sobra de fios para não ter que emendar depois.
Ah sim, registros e válvulas também são instalados nessa fase.
Ou seja, é importante ter definido como será sua iluminação, onde você vai querer ligar ou desligar suas luzes, onde você vai precisar de tomadas (nesse caso, eu sou a favor de quanto mais tomadas melhor) e onde ficarão pias, vasos sanitários e registros. Você não  precisa já ter definido os modelos de metais ou louças, mas a descarga é comprada nessa etapa, pois ela costuma vir completa com acabamento e registro.


3) Alvenaria
Nessa etapa da obra, as coisas parecem ir tomando forma. É quando se começa as operações tapa buraco e prepara a parede, que seu campo de guerra começa a ficar com cara de casa.
O piso também é feito nessa fase. Muita atenção ao caimento dele nas áreas molhadas (banheiro e cozinha). Você não vai querer água empoçando no canto errado do seu box ou longe do ralo da cozinha, né?
Ah, sim! Se você precisa de socos (bases de alvenaria) para alguns armários, elas também podem ser feitas agora. Ou, se o seu azulejista preferir, deixe para colocá-las depois dos pisos assentados.


4) Azulejos, pisos, soleiras e peitoris
Paredes e pisos preparados, vamos revestí-los! Nesse post aqui, já falei sobre o assunto. Importante! Peitoris e soleiras também são colocados nessa etapa. E dependendo de onde a colocação do seu piso começar, a pedra da soleira deve ser assentada antes. Assim você não corre o risco de que ela fique torta como aconteceu no meu banheiro. Nada terrivelmente horroroso, mas poderia ter sido evitado, se a soleira tivesse sido colocada antes. Converse com seu azulejista sobre o revestimento de cada cômodo. Onde deverá ficar o corte do azulejo? O piso deve começar nesse canto do cômodo ou seria melhor que começasse no outro?




5) Rejunte
Pisos e azulejos colocados, que tal rejuntá-los, hein? É bom, né? Se o seu rejunte for branco, pode ser que, outras sujeiras da obra, acabem deixando-o encardido. Mas esperar muito pra rejuntar também não é legal, porque as juntas começam a ficar cheias de poeira e o rejunte depois não vai grudar. Eu diria que o ideal é terminar toda a colocação das pedras e depois fazer o rejunte completo. Se você quiser preservar o máximo possível da limpeza do rejunte, forre o chão ou deixe as portas desses cômodos sempre fechadas, enquanto toca o resto da obra.





6) Bancadas, gesso, janelas
Listei aqui no item 6 algumas ações que podem ser feitas concomitantemente ou mesmo na ordem que você quiser, entre elas. O importante é respeitar a ordem dos itens anteriores. Não dá pra colocar bancadas ou janelas, sem a alvenaria ou a colocação dos azulejos pronta.
Lembre-se que para a fabricação das bancadas da cozinha e banheiro, você vai precisar das cubas. Elas são colocadas pela própria marmoraria e as bancadas já são entregues com elas devidamente coladinhas. Se você não tiver muita confiança no seu pedreiro (aconteceu conosco), vale pagar um pouquinho mais e deixar que a marmoraria também faça a instalação das bancadas. Até porque eles tem mais prática e se responsabilizam por qualquer problema na colocação. Se quebrar, rachar, ou arranhar, eles é que pagam o pato :P


7) Raspar e emassar paredes. Primeira demão de tinta
Ahá! Agora o segredo dos segredos! (Pelo menos pra mim isso foi surpresa). O sinteco deve ser intercalado com a pintura!
Seguinte: sinteco levanta muita poeira e faz uma sujeirada absurda. Mas raspar a emassar paredes para pintura também! Como então evitar que um trabalho estrague o outro? Costuma-se fazer o seguinte:
O pintor chegar primeiro raspa, emassa e dá uma primeira demão de tinta em todas as suas paredes. Isso mesmo. Pode deixar ele trabalhar em paz!
Em seguida, você passa para o...


8) Sinteco
É isso aí. Depois de tudo raspado e emassado e depois da primeira ou até segunda demão de tinta, você pode deixar o sintequeiro entrar! Importante é se certificar de que ele não é um lambão e tomará cuidado pra não estragar o que já foi feito nas paredes, principalmente nos rodapés.
Ah! Não pense que você ficará livre de trabalho enquanto o sintequeiro faz o dele. Trate de passar em tudo que é supermercado e catar todas as caixas de papelão que conseguir. Se preferir, você pode gastar os tubos nas lojas de material de construção e comprar metros de papelão corrugado. O que eu considero um desperdício de dinheiro e papel. Já que as caixas serão jogadas fora mesmo, que tal ao menos aproveitá-las mais uma vez, antes do seu destino final, que é o lixo, hein?


9) Pintura final
Agora sim! Forrou tooooodo o piso de madeira, devidamente sintecado, do seu lar doce lar? Então pode chamar o pintor de volta, pra terminar a pintura!



10) Metais e louças
Tem gente que, na pressa, já coloca os metais e as louças no decorrer da obra. A casa fica com cara de que está quase pronta, né? Mas que tal segurar sua ansiedade para preservar seu material? A não ser que o carinha da hidráulica não queira voltar mais tarde, aconselho deixar a colocação desses itens pro final da obra. Assim eles não correm o risco de serem danificados durante a reforma. Porque todo mundo sabe que pedreiro que é pedreiro de cuidadoso não tem nada!

E eu não vejo a hora dessa última fase chegar LOGO!!!

24 comentários:

  1. Menina... cada dia eu gosto mais desse blog!
    Você tem um jeito todo especial de postar, nos faz sentir tão presentes na sua obra.
    Eu adoro a maneira que você passa suas experiencias, nos ajuda demais.
    Tenha um ótimo final de semana!bjão

    Realizando Sonhos...
    alessandra-soares.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito do teu blog, acompanho ele para saber as novidades da tua reforma, sou arquiteta e acho muito legal as pessoas que escrevem sobre as suas experiências e as coisas que aprendem muitas vezes com os erros e incentivam as pessoas a acertar na próxima vez.
    Eu achei tuas etapas super boas, particularmente nas minhas obras sempre peço que a colocação do piso seja postergado ao máximo, para preservar sua integridade, mas as vezes não tem como.

    Parabéns!!
    Continuo te acompanhando.

    Abraços

    Camila
    diccarquitetura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Sensacional! ahahahahahaha você está coberta de razão. E olha que o casal aqui tem um engenheiro e uma arquiteta hein!
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  4. Post maravilhoso.
    Adorei cada dica.
    Vou com certeza utilizar muitas .. ou todas! rsrs no que resta de obra lá em casa.

    Bjks

    ResponderExcluir
  5. Sua reforma e realmente uma baita reforma, totalmente diferente do original! Nao vejo a hora de ver tudo pronto! bjaum e otimo fds

    ResponderExcluir
  6. Oi a todos! Agradeço muito aos elogios. Esse post deu trabalho e fico feliz em saber que gostaram e que vai ajudar outras pessoas!

    Fico ainda mais feliz em saber que acertei na ordem das etapas. E gostei da dica da Camila, não havia pensado em deixar o piso pro final.

    beijos!

    ResponderExcluir
  7. Bianca! Caso ano que vem. Eu e meu noivo iremos reformar nosso Apê! Suas dicas estão sendo fundamentais. Já li quase o seu blog todinho! Adorei a ideia de você colocar os fornecedores. A gente fica com medo de errar. Nada melhor do que ter boas referências.
    Obrigada!
    Um bjo.

    ResponderExcluir
  8. Oi Dedrey!
    Nossa, fico muito feliz em saber que meu blog está ajudando! Minha intenção sempre foi essa!
    Ando meio devagar com as atualizações, mas vou colocar mais dicas e falar mais sobre os fornecedores, tá?
    beijos!

    ResponderExcluir
  9. Estou terminado a reforma da minha casa e o profissional do sinteco fez um serviço na minha tábua corrida, ele raspou, calafetou e sintecou, só que onde ele passou a massa para calafetar não secou o sinteco e ficou grudando. E agora o que devo fazer? Alguém pode me ajudar por favor? Desde já agradeço.

    ResponderExcluir
  10. Oi querida, muito útil seu post. Será que vc pode responder a essa minha dúvida... estou reformando a minha cozinha, tenho o projeto pronto e nele está prevista a troca da bancada da pia e a quebra de parte de uma parede. Minha dúvida éh, consigo trocar de bancada e só depois quebrar a parede oposta sem danificar a bancada nova?
    Quero fazer assim para já ter bem posicionada a bancada para o marceneiro usá-la como base para já encomendar os armários (marceneiro autônomo demora meses para entregar tudo). Do contrário, só poderei encomendar tudo direitinho depois que quebrar a parede oposta, trocar todo o piso. :/
    Me ajuda?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cáejo,
      Pelo que entendi você quer instalar a bancada antes de quebrar uma parede oposta, né? Eu acredito que vc consiga fazê-lo, até porque tem muita gente que quebra cozinha, sem trocar bancada, né? Mas você terá que proteger muito bem sua nova bancada, para que a quebração da parede não a danifique.
      Sugiro que você se informe melhor com o fabricante da bancada, ele poderá te dizer qual a melhor maneira de fazer essa proteção e se ele acha adequado instalar a bancada antes ou não. :)
      bjos, Bianca

      Excluir
  11. OI Bianca,
    Nossa seu blog foi um achado. Estou tendo que obrigatoriamente reformar meu banheiro, devido a um vazamento. Acabei que aproveitei a oportunidade para mudar as louças e o box de posição, enfim... Temos uma dúvida que não estamos conseguindo solucionar. A bancada do banheiro será de canto com cuba de sobrepor ou encaixar, aquela que fica somente com a beiradinha para fora.
    Primeiro precisávamos saber, a custo benefício que tipo de pedra poderíamos usar que ficasse bom e se a bancada poderá ser colocada depois da colocação dos azulejos sem danificá-los. E caso eu queria depois fazer um gabinete, é possível já com a bancada posta na parede?
    Desculpe a tanto de perguntas, mas se puder me orientar eu te agradeço.
    Bjo e parabéns pelo Blog.
    Lu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lucineia,

      Que bom que gostou do blog. Fico feliz, quando descubro que estou ajudando outras pessoas.

      Apesar de não ser arquiteta e não trabalhar com reformas, posso tentar te ajudar com as experiências que já tive. Vamos lá:

      Sobre custo benefício da bancada, a melhor pessoa pra te dar essas dicas é o vendedor das pedras. Seja sincera, diga tudo que precisa e o que pensa, tenho certeza de que se o vendedor for bom e honesto, saberá te indicar o melhor. A única coisa que eu saberia te dizer é: não use mármore se você acha que pode deixar alguma coisa cair e manchar sua bancada. Mármore é mais absorvente que granito ou pedras sintéticas, então mancha fácil. Sobre colocar os azulejos e depois a bancada, não tem problema, eu fiz assim. Só peça para o pedreiro deixar o rasgo no azulejo para o lugar onde a bancada entrará, pois ela deve ficar direto na parede. O gabinete também entra depois. Não se preocupe. Essa é a ordem correta da colocação. Mas se você pretende comprar um gabinete pronto, desses que vemos na TokStok ou Casas Bahia, verifque as medidas antes de mandar fazer a bancada. Sugiro, inclusive, que pergunte ao vendedor se o gabinete pode entrar depois. Mas se você o fará com marceneiro ou loja de móveis modulados, pode estar certa de que o gabinete entra depois. Ah! Detalhe para as lojas de modulados: eles possuem medidas padrão. Entáo verifique antes quais a medidas, para depois fazer a bancada. Se for fazer com marceneiro, não tem erro, ele pode fazer do tamanho que vc quiser.

      Bom, espero ter ajudado :)

      beijos e boa sorte!
      Bianca

      Excluir
  12. Na moral.. gostei, tudo bem explicado obrigada pelas maravilhosas dicas agora já sei por onde começar rsrs essa idéia de pirar antes do pocelanato é ótima . Parabéns

    ResponderExcluir
  13. Na moral.. gostei, tudo bem explicado obrigada pelas maravilhosas dicas agora já sei por onde começar rsrs essa idéia de pirar antes do pocelanato é ótima . Parabéns

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, Adeilda e obrigada! Espero que as dicas te ajudem mesmo! Bjos

      Excluir
  14. Olá!
    Parabéns pelo blog. Com certeza você ajuda muitas pessoas!

    Estou com uma dúvida em relação à sequência da obra em minha cozinha: primeiro os azulejos e depois a pia e a bancada de granito ou o contrário? Se colocar a pia primeiro, é possível revestir a cozinha com os azulejos depois?
    Obrigada!

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    Parabéns pelo blog. Com certeza você ajuda muitas pessoas!

    Estou com uma dúvida em relação à sequência da obra em minha cozinha: primeiro os azulejos e depois a pia e a bancada de granito ou o contrário? Se colocar a pia primeiro, é possível revestir a cozinha com os azulejos depois?
    Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Claudia,
      Acho que nesse caso a ordem não atrapalha o andamento da obra. Tem muita gente que troca apenas os azulejos da sua casa mantendo a bancada e a pia. Então é possível fazer a colocação dos azulejos após a entrada do granito. A única vantagem de se azulejar antes, é que você corre menos risco de ter a sua bancada danificada durante a colocação dos azulejos, que faz alguma sujeira. E pro pedreiro, com certeza é mais fácil colocar azulejos com as paredes livres. Ele consegue chegar nelas melhor, né? Mas se não tiver outro jeito, pode colocar os azulejos depois.
      Obrigada pelos elogios! Beijos!

      Excluir
  16. Olá, muito bom o seu blog, comentários objetivos que foram ótimos para esclarecerem minhas dúvidas, Obrigada

    ResponderExcluir
  17. Olá bom dia,
    Gostaria de trocar uma porta de sala de madeira por aluminio, isso vai interferir quando for mudar o piso por cerâmica?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, vai depender muito de como vc for fazer essa troca. Acho melhor você buscar ajuda do fornecedor ou de um arquiteto. Não sou especialista no assunto.
      Abs!

      Excluir
  18. ola Bianca to com uma tremenda duvida estou reformando uma cozinha,duvida,coloco piso nas paredes, depois rebaixo o teto com gesso ou o contrario?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Alex, olha, eu acho que colocaria os azulejos primeiro, até porque é bom vc colocar até o teto. Vai que um dia você resolve tirar o rebaixo do teto? Suas paredes não estariam cobertas até o topo, certo? espero ter ajudado. Abraços e boa sorte!

      Excluir

Posts relacionados - Plugin for WordPress, Blogger...